História do Frevo

Foi no final do século XIX que surgiu o ritmo que mais ferve o carnaval pernambucano. Este estilo é um tipo de marchinha bastante acelerada que recebeu o nome de frevo em 1910, pois fazia parecer que abaixo dos pés das pessoas existia uma superfície com água fervendo. Com o passar dos anos, o termo usado pelas pessoas para o ritmo era ‘frervendo’ e assim ficou conhecido como frevo.

 

 

 

Os passos do frevo tiveram origem nos movimentos da capoeira. A estilização dos passos foi resultado da perseguição pela polícia aos “capoeiras”, como eram conhecidos, que dançavam em rodas musicais com sombrinhas na mão para estilizar as armas utilizadas pelos seus perseguidores.

Em 1930, surge a divisão do frevo em três tipos: Frevo de Rua, Frevo Canção e Frevo de Bloco. Por ter ritmo e gingado contagiante, o frevo é hoje uma dança da multidão, na qual se confundem e misturam todas as classes sociais. É ouvido nas ruas ou nos salões, por ricos e pobres transmitindo energia positiva por todos os ângulos e nas facetas de cada passista.

Junho 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 1


Camisa Oficial Galo da Madrugada 2017
Guerreiros do Frevo


 



Tulipa do Galo da Madrugada